Aprender inglês me deu um trabalhão. Como vai ser para o meu filho?

0
546
Aprender-ingles-facil-na-Green-Apple-Bilingual-School-Vila-Mariana-escola-bilingue

Já pensou em ter seu filho de 4 anos estudando enquanto aprende a ler, escrever, fazer contas e em ?

Aprender inglês. Artigo previamente publicado no Linkedin.

Parece muito difícil para você? Para ele não é!

A criança tem todos os sentidos apurados e não possui ainda os registros mentais negativos que um adulto possui. Portanto, não há luta contra o .

A criança aprende tudo ao mesmo tempo com naturalidade e se divertindo.

É por isso que é capaz de aprender em aulas ministradas na língua inglesa. Aprende os elementos básicos da engenharia. É capaz de produzir resultados utilizando o idioma inglês tão facilmente quanto se estivesse usando o idioma .

É natural que o pai ou a mãe não sejam muito fluentes no inglês, ou mesmo não falem inglês. Por isso podem ter o conceito de que é muito difícil e de que uma criança pequena não conseguiria aprender facilmente.

Este normalmente é um conceito adquirido, herdado ou simplesmente copiado das pessoas que nos rodeavam quando éramos crianças, por exemplo.

Como “pegamos” este tipo de conceito de outras pessoas e os usamos como se fossem nossos?

Vai aqui um exemplo: um pai, de forma grave e patriarcal declara numa reunião social com os amigos: “Falar inglês foi muito difícil para mim. Mas eu aprendi com grande esforço e dedicação”.

Uma criança passando por perto, escuta a frase parcialmente: “Falar inglês foi muito difícil…” e imediatamente declara para si mesma que não quer aprender inglês pois é muito difícil. E se foi difícil para aquele homem forte e respeitável, imagina o quanto deve sofrer uma criança para aprender isso!

Consequência natural e muito frequente: essa criança cresce sem aprender a falar inglês, ou aprende de forma muito sofrida, a exemplo daquele adulto a quem todos prestavam solene atenção. E então descobre que há escolas infantis que lecionam matemática, , engenharia e todo o currículo oficial em inglês!

“Isso não é possível! Se aquele homem sério, grande e respeitado sofreu tanto para aprender inglês e eu também, imagina a criança! Não dá!”

Esse é um postulado criado a partir da observação pouco acurada de um indivíduo, que acabou servindo de referência para o modo de pensar e agir de outro indivíduo.

Mas o que é um postulado?

Uma rápida pesquisa no dicionário do Google traz estas definições, que servem para o nosso propósito:

postulado

substantivo masculino

  1. o que se considera como fato reconhecido e ponto de partida, implícito ou explícito, de uma argumentação; premissa.
  2. afirmação ou fato admitido sem necessidade de demonstração.

Exemplo: a criança escutou que falar inglês foi muito difícil para aquele homem respeitado. Então “aprender e falar inglês é muito difícil para todo mundo”.

O tempo passou e a criança esqueceu que postulou isso após escutar parcialmente a conversa de um homem desconhecido. Porém, o postulado ficou, como uma ordem ou um comando auto-implantado, que o impede de observar o aprendizado da língua inglesa com imparcialidade e torna a coisa muito difícil.

Mas afinal, quem era mesmo aquele homem? “Era o pai do Nelsinho! Nunca mais o vi!”.

A melhor solução é passar a fazer postulados “conscientes”.

O aprendizado ocorre pela observação do universo ao nosso redor. Observamos, coletamos informações e aplicamos o que aprendemos. E “supostamente”, descartamos o que não serve.

Na escola não é diferente. Porém na escola espera-se que o aprendizado seja específico e não geral, como o aprendizado da vida.

No aprendizado da vida, coletamos os dados e mais tarde descartamos ou aproveitamos estes dados, à medida em que se mostrem úteis ou viáveis.

Porém, muitos destes dados “não válidos” permanecem ali, registrados e influenciando nosso comportamento e nossas conclusões.

Traga seu pensamento para o dia de hoje. Para o momento atual. Para o instante em que está lendo este artigo. E observe o mundo ao seu redor. Ainda é aquele mundo?

Ainda é aquele mundo, onde aquele homem sério e respeitado, que teve dificuldades para aprender o idioma inglês vivia? Algo mudou? Está tudo igual? E como será o mundo com o qual seu filho ou filha irá lidar daqui a 15 ou 20 anos? O que lhe parece?

Talvez um bom postulado fosse algo como: “inglês, como qualquer outra língua, é algo que pode ser aprendido com facilidade. Na infância então, mais fácil ainda!”.

Espero que este meu pequeno artigo possa ter sido útil, dentre os tantos dados que você coleta e avalia todos os dias, e aproveito para convidar você a vir nos visitar, aqui na Green Apple Bilingual School da Vila Mariana!

Felicidades e até breve!

Rita Kannebley

Sou mãe, psicopedagoga, executiva com 20 anos de experiência na área do ensino e empreendedora.

Postulei e postulo todos os dias que a Green Apple Bilingual School é referência em qualidade no ensino bilíngue no Brasil e no Mundo. E que pais e estudantes estão sempre totalmente satisfeitos com os resultados obtidos.

Deixe uma resposta