Os Poderes Ocultos do Cérebro Bilingue

0
256

Como o de duas línguas afeta positivamente o ?

Cérebro bilingue. Um diferencial para o futuro pessoal e profissional da criança.

Falar dois ou mais é obviamente importante para a comunicação. Mas o bilinguismo também afeta as formas de desenvolvimento do cérebro que os cientistas só começaram a entender nos últimos anos.

Os benefícios do bilinguismo para o cérebro estiveram no centro de uma palestra organizada pelo Lycée Français de São Francisco para a segunda Feira Anual de Educação Bilíngue, organizada pela French Morning, em 17 de novembro de 2018. O nome da palestra é: “Como o aprendizado de duas línguas afeta positivamente o desenvolvimento cognitivo?

Ashley Chung-Fat-Yim, aluna de doutorado, juntamente com uma das maiores especialistas do mundo no assunto, Ellen Bialystok, PhD e professora da Universidade de York, no Canadá, apresentaram pesquisas de ponta mostrando que os bilingues executam certas tarefas melhor que os monolingues.

O

O que a Dra. Bialystok e outros pesquisadores descobriram sobre os benefícios do bilinguismo no funcionamento do cérebro gira em torno das “funções executivas” do cérebro.

Essencialmente, este é o grupo de processos cognitivos que permite a variação do processamento da informação de acordo com os objetivos dados, de modo a adaptar-se ao invés de permanecer rígido e inflexível.

Adaptando-se ao uso de duas línguas ou mais, o bilíngue desenvolveria uma maior facilidade na escolha da informação relevante disponível no cérebro para uma dada tarefa.

O teste de Stroop

Um dos métodos utilizados pelos pesquisadores para chegar a essa conclusão é o famoso teste de Stroop.

Teste-de-Stroop-Green-Apple-School-Escola-Bilingue-Vila-Mariana-bercario-infantil-fundamental

 

Uma lista de cores é escrita, mostrando cada palavra em uma cor diferente da que a própria palavra representa. A pessoa testada é solicitada a fornecer o nome da cor do texto.

O tempo de reação é medido. Em geral, isso é mais longo quando uma palavra que descreve uma cor é apresentada em cores que não correspondem à palavra, por exemplo, “azul” escrita em vermelho.

O cérebro primeiro fornece a resposta que resulta da leitura (“azul”) antes de encontrar a resposta correta (“vermelho”).

Bilingues respondem mais rápido

O que Bialystok e seus colegas estão demonstrando é que, para os bilingues, o tempo de reação é marcadamente menor; seus cérebros são capazes de identificar a resposta correta da maneira mais rápida e capazes de ignorar a interferência criada pelos sinais contraditórios.

A hipótese é que os bilingues, usados para manipular constantemente duas línguas (ou seja, duas informações simultâneas para uma dada situação), treinam suas “funções executivas” mais do que monolingues.

É a sua vez de tentar: veja a lista de palavras abaixo e pronuncie a cor na qual elas estão escritas. Faça o teste com as pessoas ao seu redor.

Em princípio, os bilingues deveriam ser mais rápidos que os monolingues.

Teste-de-Stroop-ingles--Green-Apple-School-Escola-Bilingue-Vila-Mariana-bercario-infantil-fundamental

Fonte: French Morning Staff – terça-feira, 6 de novembro de 2018

 

Deixe uma resposta